O que é osteopatia em bebê e quais benefícios traz

Mamãe & Bebê, Para você, Tratamentos

A osteopatia em bebê é uma forma de preparar o pequeno para ganhar o mundo. Com o acompanhamento de um Fisioterapeuta Osteopata, a criança cresce com saúde e bem-estar, pois o bom funcionamento do organismo é estimulado durante o atendimento. Você sabe como funciona esse trabalho? 

Uma especialidade da fisioterapia que considera o corpo como um todo, essa é a osteopatia! Em vez de olhar para uma região específica, ela parte do princípio de que todas as estruturas, como articulações, ligamentos, músculos e órgãos internos, precisam estar em harmonia para que haja saúde. Por isso, o profissional precisa conhecer muito sobre o funcionamento do corpo humano. 

Em uma sessão de osteopatia, o fisioterapeuta avalia muito além da região da doença. O tratamento é indicado para diferentes casos em adultos, como dor nas costas, nas articulações ou queixas relacionadas ao nervo ciático. Nos pequenos, os benefícios são variados e percebidos desde a primeira sessão, que pode acontecer nas semanas seguintes ao parto.

Como funciona a osteopatia em bebê?

A osteopatia avalia o bebê de uma forma muito particular, para identificar as causas de doenças como refluxo, cólica, torcicolo, problemas respiratórios e assimetrias de cabeça. O momento da avaliação em uma sessão de osteopatia é o mais importante e deve ser feito com atenção. 

Para conseguir um diagnóstico preciso, o fisioterapeuta faz algumas perguntas sobre a gestação, tipo de parto e o comportamento do bebê. Além disso, examina a criança da cabeça aos pés, sempre com muito cuidado e sensibilidade. Os pais podem ficar tranquilos, porque as técnicas utilizadas pelo profissional são suaves e específicas para a idade do paciente.

O profissional especializado em osteopatia está preparado para perceber alterações nos tecidos e detectar disfunções em todo o corpo. Ele também consegue entender onde estão as restrições de mobilidade e qual a maneira de estimular a capacidade de autocura e de adaptação do bebê – é por isso que o tratamento elimina os obstáculos que prejudicam o crescimento e o desenvolvimento normal.

Quando procurar um Fisioterapeuta Osteopata para bebê?

Nunca é cedo demais para buscar um fisioterapeuta Osteopata. Já nos primeiros meses o profissional pode fazer uma avaliação no pequeno. Inclusive, quanto antes a consulta for realizada, melhor, pois os bebês sofrem pressões significativas, que causam microtraumas, no parto.

O profissional também pode colaborar com uma série de problemas desta fase da vida, entre elas: choro excessivo, regurgitação frequente, cólicas, problemas digestivos e refluxo, dificuldades na amamentação, conflitos no sono, sinais de ansiedade e bronquite de repetição. Como a osteopatia avalia e trata o ser humano por inteiro, uma única sessão pode trazer benefícios em diferentes aspectos. 

A osteopatia em bebês também serve para resolver alguns bloqueios. Sabe quando você sente seu corpo meio travado, precisando de um cuidado especial? Isso também acontece com os pequenos. A curvatura excessiva no colo ou rigidez nos membros podem indicar restrições que podem ser aliviadas com um Fisioterapeuta Osteopata. 

Começar a cuidar da saúde logo nos primeiros meses de vida previne o aparecimento de problemas na vida adulta. Um profissional de confiança pode fazer muito bem para a qualidade de vida do seu pequeno, mesmo que ele tenha acabado de chegar no mundo.

Agora que você já descobriu como funciona a osteopatia em bebês, escolha um bom fisioterapeuta e veja os benefícios na saúde deles!

Quer encontrar um bom Fisioterapeuta Osteopata?

Fale com a equipe da Clínica EOM 

Publicado em 12 maio de 2022