Por que o nervo ciático doi?

Sem categoria

O nervo ciático é um dos maiores vilões das clínicas de fisioterapia, causando dores em pessoas de diferentes idades e estilos de vida. Por se tratar de um nervo grande e bastante utilizado, os problemas na região podem ter causas variadas. Se você sofre com a dor ciática, o primeiro passo é investigar, depois, tratar com osteopatia! 

O nervo ciático liga a coluna até o pé. Ele é formado por quatro raízes nervosas que nascem na coluna vertebral, se unem na parte posterior do quadril e descem por trás da coxa e do joelho de cada perna até alcançar o dedo maior do pé. Quando está muito comprimido ou esticado, você tem a sensação de formigamento. Por isso, os alongamentos na região devem ser feitos com orientações de profissionais.

A dor ciática é consequência de desequilíbrios no corpo que estão alterando o nervo e gerando dores que podem irradiar dos glúteos até os pés. Os fatores de risco são excesso de peso, falta de exercício físico ou passar muitas horas sentado de forma incorreta. Essas coisas prejudicam o alinhamento adequado da coluna vertebral e causam dores relacionadas ao nervo ciático. 

Quem sofre mais com dor no nervo ciático, homem ou mulher? 

A ciatalgia não escolhe gênero! Como é resultado de hábitos inadequados ou problemas prévios de saúde, pode acontecer com homens e mulheres. A frequência aumenta com o envelhecimento, pois com o passar dos anos as estruturas da coluna vertebral ficam desgastadas, o que pode comprometer tanto a medula espinhal, quanto as raízes que dão origem aos nervos.

Para prevenir a dor no nervo ciático causada pelo envelhecimento, é importante praticar exercícios físicos. A coluna se estabiliza com ajuda da musculatura paravertebral e abdominal. Ou seja, quando há fraqueza nessa musculatura, a estabilidade fica prejudicada, sobrecarregando os discos entre as vértebras. Se cuidar é o melhor remédio! 

Como aliviar a dor aguda no nervo ciático?

A região do nervo ciático é delicada. Só quem já sentiu, sabe! O ideal é buscar atendimento com um fisioterapeuta já nos primeiros dias de sintomas, para que ele descubra o que está causando a compressão ou estiramento do ciático. O profissional especializado em osteopatia fará uma avaliação do corpo inteiro, junto de algumas perguntas, para entender onde está a origem da dor. 

Embora não sirva para substituir os cuidados do fisioterapeuta, atitudes como repouso ou compressa de gelo e compressas quentes podem ajudar a aliviar a dor e o desconforto. Em alguns casos, servem para complementar o tratamento feito com a osteopatia

Tratamento para o nervo ciático: a osteopatia irá te ajudar! 

Você cansou de sentir dor, tomar remédio, pensar que ela melhorou, mas voltar a sofrer alguns dias depois? O tratamento osteopático evita que isso aconteça. A atuação do fisioterapeuta varia de acordo com a causa e a intensidade da dor, mas o cuidado é sempre personalizado para você. 

A osteopatia é um método de tratamento que alia conhecimentos de anatomia, fisiologia e biomecânica. Ela promove o alívio rápido da dor e corrige as alterações que conduziram à compressão ou inflamação do nervo ciático. Com a osteopatia você sentirá um conforto e uma maior flexibilidade e mobilidade na zona afetada.

Uma das vantagens do tratamento osteopático é que ele age direto na origem da dor ciática, ou seja, o problema é resolvido de verdade, o que evita futuras crises. Além de contar com o Fisioterapeuta Osteopatia, lembre-se que o trabalho de prevenção é tão importante quanto o tratamento. 

Praticar exercícios físicos regularmente, controlar o peso, fazer alongamentos e fortalecer a musculatura da região lombar e da região posterior da coxa são coisas que vão te ajudar a viver sem dores. Se for ficar muito tempo sentado, corrija a postura e faça pequenas pausas ao longo do dia. Seu nervo ciático agradece! 

Você precisa tratar sua dor no nervo ciático?

Entre uma Clínica EOM perto de você! 

Publicado em 06 abril de 2022